31 de março de 2008

Autoridades francesas pedem punição para torcedores preconceituosos

Diversas autoridades políticas e esportivas da França pediram no domingo (30/03) punições judiciais contra torcedores que carregavam um cartaz com insultos contra os cidadãos de uma parte do norte do país na final da Copa da Liga Francesa, quando o Paris Saint Germain derrotou o Lens por 2 a 1 no último sábado.

O secretário de Estado de Esportes francês, Bernard Laporte, afirmou que haverá "uma decisão judicial" independente da decisão da comissão de disciplina esportiva que abordará a questão. Desta forma Laporte fez alusão aos processos apresentados pela Liga de Futebol Profissional francesa (LFP) e pelo prefeito da cidade de Lens, Guy Delcourt, contra os que carregavam o cartaz no jogo.

A faixa trazia a frase "Pedófilos, desocupados, consangüíneos: bem-vindos, Ch'tis", em alusão a um termo usado para se referir à parte mais popular dos habitantes da região fronteiriça entre França e Bélgica. Laporte considerou "inadmissível" a veiculação de tal mensagem em um jogo de futebol e declarou à rádio "France Info" que os torcedores devem ser banidos dos estádios franceses por "pelo menos um ano".

"Deve haver sanções firmes e definitivas", comentou o secretário de Estado, que disse ser contra os processos de Delcourt e do presidente do Lens, Gervais Martel (foto), para que a partida de sábado seja disputada novamente. Para Laporte se o jogo fosse disputado outra vez "os torcedores abririam cartazes cada vez que sua equipe estivesse perdendo". O secretário acrescentou que "o que ocorre no campo não tem nada a ver com o que ocorre nos tribunais".

Vários ministros franceses que estavam na final da Copa da Liga Francesa manifestaram sua solidariedade a Martel diante dos insultos do cartaz. O prefeito de Paris, Bertrand Delanoë, chegou a deixar o estádio antes do final do jogo como forma de protesto.


Fonte: Agência EFE


29 de março de 2008

FIFA quer levar veto à altitude às competições entre clubes sul-americanos

A Confederação Sul-Americana de Futebol (CSF) debaterá em reunião executiva no próximo dia 3 de abril uma recomendação da Fifa para levar o veto à altitude aos torneios entre clubes, anunciou hoje o paraguaio Nicolás Leoz, presidente do organismo.

Após uma reunião nesta sexta com o presidente paraguaio, Nicanor Duarte, Leoz disse a jornalistas que a proibição da Fifa de disputar jogos das Eliminatórias Sul-americanas à Copa de 2010 em cidades acima dos 2.750 metros de altitude é de "exclusiva responsabilidade" do organismo que comanda o futebol mundial.

O dirigente disse que a "sugestão" da Fifa de ampliar o veto aos torneios do organismo, o que inclui a Copa Libertadores, será um dos temas centrais da reunião, que contará com a presença dos presidentes das dez associações nacionais.

A resolução do organismo, que afeta La Paz (Bolívia), Quito (Equador) e Cuzco (Peru), exige um período de adaptação de pelo menos duas semanas para atenuar os efeitos negativos da altitude no organismo.

A reunião do titular da CSF com Duarte ocorre dez dias depois de o presidente da Bolívia, Evo Morales, telefonar ao seu colega paraguaio para que interceda ante as autoridades esportivas de seu país pelo fim do veto à altitude.

Dirigentes da federação paraguaia de futebol afirmaram estar dispostos a mandar a seleção jogar contra a Bolívia em La Paz, que fica a mais de 3.600 metros acima o nível do mar.
Os paraguaios, que lideram as Eliminatórias Sul-americanas com dez pontos, visitam os bolivianos em 18 de junho, pela sexta rodada, três dias depois de encarar o Brasil no Defensores del Chaco. O pouco intervalo entre as duas partidas torna impossível o período de adaptação exigido pela Fifa.


Fonte: Agência EFE

Se formos pesquisar, não encontraremos nenhum caso de jogadores que morreram por jogar na altitude, em compensação há casos de jogadores que faleceram jogando ao nível do mar, devido ao calor excessivo. Morreram mais jogadores ao nível do mar da Europa; na altitude não morreu ninguém! A FIFA não tem nenhum fundamento fisiológico, pois já se demonstrou que atletas podem ser preparados e atuar nas grandes alturas.

28 de março de 2008

Evo Morales jogará em time da segunda divisão boliviana

O presidente da Bolívia, Evo Morales (foto), reconhecidamente um grande fã de futebol, jogará pelo Litoral, clube da segunda divisão boliviana, em um torneio para defender partidas em locais de altitudes elevadas.

O presidente do Litoral, Juan Carlos Apaza, confirmou hoje à Agência Efe que Morales acertou seu contrato com o clube no último final de semana.

Segundo Apaza, que é policial - o Litoral é o time da Polícia Federal boliviana -, a iniciativa de convidar o presidente do país a jogar pelo time surgiu após Morales disputar várias partidas com a equipe e sempre expressar seu desejo de participar de uma competição oficial.

O presidente do Litoral disse ainda que a presença de Morales na equipe também servirá para fazer uma campanha a contra o veto da Fifa à prática do futebol em locais de altitudes elevadas - como La Paz, cerca de 3.600 metros acima do nível do mar.

A Fifa determinou que partidas internacionais só poderão ter lugar a mais de 2.750 metros de altitude após um período de aclimatação dos jogadores de pelo menos uma semana.

No caso de locais de jogo acima de 3.000 metros de altitude, esta aclimatação será de pelo menos duas semanas.

Segundo Araza, Morales pode estrear como jogador da segunda divisão boliviana no próximo sábado, no jogo entre Litoral e Deportivo Zuraca, que será disputado em um pequeno campo da zona sul de La Paz.

Apenas jogadores de até 26 anos podem atuar na segunda divisão do futebol boliviano, mas é permitido que dois atletas de cada time sejam mais velhos - Morales tem 48 anos.

O treinador do Litoral, Elmer Pardo, disse ao jornal "La Prensa" que "é uma honra" o fato de Morales ter aceitado jogar com a equipe e tem a esperança de o presidente boliviano se apresente "em algum momento" nos treinos para avaliá-lo, "especialmente na parte física".

"Entendo que está em boa forma porque joga freqüentemente", disse Pardo ao elogiar o "rendimento físico invejável" de Morales.

Citado pelo "La Prensa", Pardo disse que o presidente boliviano "joga do meio-campo para frente e gosta de chegar à área adversária, além de finalizar de longa distância, aproveitando seu potente chute".

Morales costuma jogar futebol com fãs do esporte, entre os quais estão ex-jogadores da Copa de 1994, nos Estados Unidos, agentes de sua segurança policial e inclusive ministros de Estado.

Na semana passada, o presidente boliviano jogou contra uma equipe liderada pelo ex-jogador argentino Diego Maradona em uma partida beneficente para ajudar desabrigados pelas enchentes na Bolívia e defender partidas no estádio Hernando Siles, em La Paz.

Fonte: Agência EFE

Jogador violento vai para a prisão na Grécia

A justiça grega enviou pela primeira vez à prisão um jogador de futebol violento, em aplicação a uma nova lei que pretende combater a violência nos estádios.

O jogador, de 27 anos, que atua em time amador do nordeste da Grécia, foi preso domingo por ter agredido, no rosto e na cabeça, o árbitro que o expulsara de uma partida.

Condenado a seis meses de prisão se tornou o primeiro jogador de futebol do país a ser preso por violência em um estádio. O tribunal não aceitou adiar o julgamento, apesar da apelação do atleta.

Para conter a violência endêmica nos estádios, o governo grego decidiu em 2006 acabar com uma prática judicial que freqüentemente garantia a impunidade dos autores de atos de violência.
Trinta torcedores já foram para a prisão desde que a lei se tornou mais severa no país.


Fonte: Agência EFE

"A violência presente no futebol não é um fenômeno próprio do esporte, mas uma representação do que ocorre na sociedade como um todo."

26 de março de 2008

Corínthians democrático

Segunda-feira foi noite de festa no Parque São Jorge, mas desta vez não foi um título para o Timão. Para alguns foi ainda melhor. Depois de décadas sofrendo com mandatos intermináveis de presidentes, o Sport Clube Corinthians Paulista agora entrou na era da democracia.

Na reunião do Conselho Deliberativo do clube, a maioria aprovou a mudança no estatuto que prevê a implementação de eleições diretas. Ou seja, agora os 14 mil sócios do clube têm direito a voto na escolha do presidente do Corinthians. E as novidades não pararam por aí.

Agora quem for o grande comandande do Alvinegro do Parque São Jorge terá mandato de três anos, sem direito à reeleição, o que impede longos mandatos como foi o de Alberto Dualib. O ex-presidente só poderá se candidatar novamente seis anos depois do término do último mandato.

Outra novidade é a redução de número de conselheiros, de 400 para 300. Destes 300, 200 são eleitos com mandatos de três anos, não quatro como era até então. As outras 100 vagas são de conselheiros vitalícios. Como o clube tem hoje 200 vitalícios, com o passar dos anos o Corinthians pretende reduzir este número até atingir a quantidade registrada no novo estatuto.


Fonte: Yahoo! Esportes


Mesmo com greve de jogadores, Bolívia convoca para amistoso com Venezuela

Apesar de os jogadores bolivianos terem iniciado uma greve no dia 18/03, a federação local anunciou hoje a lista de convocados para o amistoso desta quarta (26/03) com a Venezuela, na cidade venezuelana de Puerto Ordaz.

Em nota, a federação disse que os 20 convocados devem se apresentar no próximo domingo na cidade de Santa Cruz, no leste do país, para iniciar os treinos.

O amistoso servirá de preparação às duas seleções para a disputa das Eliminatórias Sul-americanas à Copa do Mundo de 2010, cujas próximas rodadas serão disputadas em junho.

Contudo, a presença dos jogadores é incerta em razão da greve iniciada na terça, cujo objetivo é reivindicar à federação e aos clubes melhores condições de trabalho.

Também foi convocado o atacante Marcelo Moreno, em plena atividade com a camisa do Cruzeiro e autor do gol de empate em 1 a 1 dos mineiros contra o Caracas pela Libertadores, na última terça.

Esta é a lista de convocados: Goleiros: Sergio Galarza (Oriente Petrolero-BOL) e José Carlo Fernández (José Galvez-PER).

Defensores: Miguel Hoyos e Luis Gutiérrez (Oriente Petrolero-BOL), Ronald Raldes (Rosario Central-ARG), Ronald Rivero (Universitário-PER), Limbert Méndez (Jorge Wilstermann-BOL), Abdón Reyes (Bolívar-BOL) e Lorgio Álvarez (Cerro Porteño-PAR).

Meio-campistas: Leonel Reyes e Daner Pachi (Bolívar-BOL), Alejandro Gómez, Gualberto Mojica e Joselito Vaca (Blooming-BOL), Mauricio Saucedo (San José-BOL), Sacha Lima (The Strongest-BOL) e Jhasmany Campos (Oriente Petrolero-BOL).

Atacantes: Marcelo Moreno (Cruzeiro-BRA), Joaquín Botero (Bolívar-BOL) e Ricardo Pedriel (Jorge Wilstermann-BOL).

Fonte: Agência EFE

25 de março de 2008

Cienciano estuda processar presidente do Flamengo por "prejudicar" imagem de Cuzco

O Cienciano, do Peru, estuda processar o presidente do Flamengo, Márcio Braga (foto), por prejudicar a imagem da cidade de Cuzco com sua campanha para evitar jogos na altitude, anunciou hoje o presidente da equipe peruana, Juvenal Silva.

O dirigente afirmou que inclusive recorrerá a instâncias internacionais para denunciar a hipótese de Braga danificar a imagem do Peru em nível mundial ao causar temor entre os turistas que visitam Cuzco, principal destino arqueológico da América do Sul.

"Márcio Braga está errado e o único que está pretendendo com suas declarações é um enfrentamento tolo pelo simples temor de jogar em Cuzco. Não se dá conta do dano que faz ao nosso turismo", declarou.

Silva, que também é legislador pelo Partido Nacionalista, afirmou que o dirigente do Flamengo tenta "ganhar protagonismo" e só está criando "um clima anti-Flamengo" entre os cidadãos de Cuzco, em declarações à agência oficial de notícias "Andina".

Cienciano e Flamengo jogarão em Cuzco em 9 de abril próximo, pelo grupo 4 da Copa Libertadores da América.

O presidente da equipe peruana declarou, no entanto, que os brasileiros serão bem recebidos em sua cidade, e disse que a segurança durante a partida "está assegurada".

"Não há nada que temer", destacou, para depois dizer que espera que Braga chegue junto com sua delegação e "constate que a altura não põe em risco sua vida nem a de ninguém".

Silva disse na quarta-feira passada que o Flamengo seria multado em US$ 100 mil se não comparecesse à partida contra o Cienciano em Cuzco.

Fonte: Agência EFE

24 de março de 2008

Estádio do Corínthians: empresa é condenada

Mais uma vez o sonho do torcedor corintiano em poder contar com um estádio próprio pode ser adiado. A Egesa Engenharia S.A, umas das empresas que assinou a carta de intenção para a construção do estádio do Corinthians, foi condenada a devolver R$ 16 milhões aos cofres federais.

Segundo a publicação do "Jornal da Tarde" da última sexta-feira, a empresa foi condenada no dia 3 de março pelo Tribunal de Contas da União, por indícios de superfaturamento na construção de trecho de estrada no Estado de Tocantis.

A notícia, no entanto, foi surpresa para a diretoria corintiana. O vice-presidente jurídico do clube, Sérgio Alvarenga, as negociações com a empresa terão de ser feitas com cautela, já que o clube tem experiências não muito boas com a MSI.

Fonte: LANCEPRESS

Uefa sela parceria contra o racismo para a Euro 2008

A Uefa anunciou recentemente que irá trabalhar em conjunto com a Rede Pan-Europeia contra o Racismo no Futebol (Fare) durante a Euro 2008, para passar mensagens contra o racismo e a favor da diversidade existente no esporte. A principal competição de seleções da Europa acontecerá na Áustria e na Suíça.

Segundo a Uefa, a campanha, que acontece sob o tema “Unidos Contra o Racismo”, irá incluir atividades em todos os jogos durante a competição. Anúncios publicitários, artigos nos programas dos jogos, mensagens colocadas em painéis localizados dentro e fora dos estádios são algumas das ações planejadas para a competição. Os organizadores afirmam que surpresas deverão ocorrer nas fases finais.

Uma ação planejada para fora dos estádios é jogo “StreetKick”, que irá percorrer cidades européias convocando todos a participar. O programa oficial será lançado na estréia da competição, em 7 de junho.

Além das ações pontuais, a Fare irá contratar e treinar uma série de monitores, que atuarão nos jogos. Ainda será criada uma linha telefônica e um endereço de e-mail que servirão como canais de denuncias.


Fonte: Cidade do Futebol

22 de março de 2008

Fifa reafirma decisão sobre partidas na altitude

O comitê executivo da Fifa reafirmou a decisão que a entidade tomou meses atrás de não permitir partidas de futebol a mais de 2.750 metros de altitude.

Após a decisão original da Fifa, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) pediu que o tema fosse reconsiderado, mas a entidade não mudou de opinião.

Em 15 de dezembro, o comitê da Fifa decidiu em Tóquio proibir que se disputem jogos internacionais em todos os estádios a mais de 2.750 metros sobre o nível do mar, a menos que os atletas passem por um período obrigatório de uma semana de adaptação.

A Fifa recomendou três dias de adaptação para as partidas acima de 2.500 metros de altitude e duas semanas para os jogos em cidades a mais de 3.000 metros de altitude, embora tenha destacado que pela regra geral não se pode jogar a esta altitude.


Fonte: Agência Reuters


Presidente da Conmebol é citado em caso de falência da ISL

Os promotores que investigam a falência da empresa ISL, ex-sócia de marketing da Fifa, apresentaram provas de pagamentos feitos de uma conta bancária secreta ao paraguaio Nicolás Leoz (foto), presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol.

Leoz, que também é membro do comitê executivo da Fifa, preside a Conmebol desde 1986.

O dirigente foi citado em uma lista de supostos beneficiários de pagamentos feitos através de uma conta bancária de Liechtenstein de uma companhia que era propriedade da ISL mas que nunca havia sido declarada na estrutura de sua dona, a ISMM.

Os pagamentos foram expostos em um documento da promotoria de 228 páginas entregue a jornalistas na primeira etapa de um julgamento pela falência da ISL em 2001.

Leoz não foi acusado de agir de forma incorreta. No entanto, os documentos não indicaram o propósito dos pagamentos feitos ao paraguaio, de 79 anos, entre janeiro e maio de 2000, totalizando 130.000 dólares.

A Conmebol considerou o episódio como "um capítulo encerrado".

"A Conmebol emitiu um comunicado em setembro de 2006. A partir desse dia em que assentou-se a postura em defesa da instituição, nada mudou", disse à Reuters o porta-voz da organização, Néstor Benítez.

O comunicado, emitido pouco depois de que o caso foi publicado em um jornal da Inglaterra, dizia que "nenhum membro da instituição recebeu dinheiro algum de tal empresa, não mantendo, desde então, qualquer vínculo comercial com ela".

A nota foi assinada pelo secretário-geral da entidade, Eduardo Deluca, pelo vice-presidente Eugenio Figueredo e pelo tesoureiro Romer Osuna, que fizeram parte do comitê de urgência da Conmebol.

Seis ex-executivos da ISL e ISMM enfrentam acusações que vão desde desfalque à falsificação de documentos, por isso, os promotores pedem sentenças de prisão de até quatro anos e meio.

A apresentação da promotoria sustenta que o propósito global da conta de Liechtenstein era subornar dirigentes esportivos, num esforço para garantir contratos lucrativos para a ISL.


Fonte: Agência Reuters

Leia mais sobre o assunto.


21 de março de 2008

Palmeirenses aprovam proibição de torcida

Os jogadores do Palmeiras comentaram a decisão da Federação Paulista de Futebol de proibir a facção Mancha Alviverde de entrar nos estádios até o fim do Paulistão. A FPF tomou essa atitude após um pedido do Ministério Público de São Paulo, após incidentes no clássico com o São Paulo, no último domingo, em Ribeirão Preto.

Eles nos apóiam, mas fizeram o certo. Tem muita rivalidade e é até melhor – analisou o zagueiro Henrique.
- É muito ruim acontecer o que acontece nos estádios. É importante ter a torcida organizada na arquibancada, mas quando tem violência, tem que ter punição sim, para acertar e acabar com isso. Tem muitas crianças e famílias nos estádios - concordou o meia Diego Souza.

Durante o jogo no Estádio Santa Cruz, torcedores do Palmeiras se envolveram em uma briga com a Polícia Militar. Segundo o comunicado da FPF, alguns policiais acabarm feridos na confusão, o que motivou a decisão da entidade.

Ficamos surpreso com isso. Lógico que tem que punir, foi um ato lamentável, mas tem imagem e podemos ver quem foi. Não tinha ninguém da diretoria envolvido. A gente poderia ajudar a identificar – afirmou o vice-presidente da Mancha, Luiz Carneiro Filho.

A Torcida Tricolor Independete, do São Paulo, também foi proibida de entrar nos estádios durante o Campeonato Paulista.
Fonte: LANCEPRESS

Jogadores bolivianos entram em greve contra impostos

Os jogadores de futebol bolivianos entraram em greve nesta terça-feira, e ameaçam não disputar o amistoso contra a seleção da Venezuela, previsto para o dia 26, para protestar contra o pagamento de impostos.

Os atletas profissionais, reunidos na Fabol (Futebolistas Agremiados), rejeitam o regime impositivo obrigatório adotado na legislação tributária boliviana e exigem que os clubes paguem tais impostos.

O fisco boliviano estabelece que os assalariados devem pagar até 13% do total da renda mensal ou, no caso dos profissionais independentes, emitir notas tributadas em até 20%.

"Alguns dirigentes não estão cumprindo os acordos que fizemos no início do campeonato e estão descontando (o imposto) dos nossos afiliados", disse à imprensa o presidente da Fabol, Milton Melgar (foto).

A greve impedirá a quinta rodada do torneio Apertura da Liga Profissional do Futebol Boliviano (Lpfb), prevista para este final de semana.


Fonte: Agência AFP

20 de março de 2008

Federação da Albânia é suspensa pela Uefa

A Federação Albanesa de Futebol foi suspensa, nesta quarta-feira (19/03), por tempo indeterminado pela Uefa. De acordo com a entidade máxima do futebol europeu, o motivo são interferências políticas na federação local. O caso voltará a ser discutido no próximo dia 28.

Desta forma, a Albânia não poderá enfrentar disputar partidas oficiais ou amistosos até segunda ordem.

Segundo a Uefa, a expectativa é de que o caso seja resolvido nos próximos dois meses, com a colaboração do governo albanês.

Fonte: LANCEPRESS

Independente e Mancha estão proibidas no Paulistão

A Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou, nesta última terça-feira (18/03), que as torcidas Macha Alviverde, do Palmeiras, e Independente, do São Paulo, estão proibidas de comparecerem ao estádios paulistas até o encerramento do Estadual.

A decisão atende pedido do Ministério Público, encaminhado à FPF após as duas torcidas causarem tumulto e enfrentarem a Polícia Militar (foto), no último domingo, em Ribeirão Preto, local da partida entre Palmeiras e São Paulo. A nota oficial da FPF não esclarece se a decisão se limita aos uniformes das torcidas ou se os torcedores cadastrados como membros das organizadas serão proibidos de entrar em qualquer circunstância.

Na semana passada já haviam acontecido outro problema envolvendo torcidas organizadas. Na quarta-feira, após a partida entre Palmeiras e Ponte Preta, no Palestra Itália, dois torcedores da Mancha Alviverde foram esfaqueados por um segurança do clube, após discussão.

Fonte: Agência Estado

Jogadores de time português fazem greve por atraso salarial

No Brasil, os atrasos salariais em clubes de futebol não costumam gerar reações contundentes. Em Portugal, porém, os jogadores do Estrela da Amadora provaram que é possível mostrar insatisfação com essa situação. Sem receber desde novembro do ano passado, o elenco decidiu iniciar uma greve.

Nesta quarta-feira, os jogadores estiveram reunidos por cerca de duas horas nos vestiários do clube. Eles compareceram às dependências do Estrela no horário previsto para o treino, mas nem chegaram a se trocar.
O Estrela da Amadora é o 11º colocado do Campeonato Português e seu próximo compromisso na competição está marcado apenas para o dia 30 de março – jogo em casa contra a Académica.

O presidente do clube, António Oliveira, havia prometido fazer nesta quarta-feira o pagamento dos salários referentes a dezembro do ano passado. Os jogadores disseram que treinariam apenas se isso fosse cumprido, mas a equipe não conseguiu saldar sequer essa parte da dívida.

Segundo Oliveira, a principal razão para a crise financeira do Estrela da Amadora é uma negociação frustrada de Tiago Gomes para o Málaga, time da segunda divisão da Espanha. Sem o dinheiro referente à transferência, o time português não tem conseguido equilibrar as contas nesta temporada.

Fonte: Cidade do futebol

Se faz necessário não só para o futebol português, mas para o de todos os países, a criação de um órgão fiscalizador autônomo das contas dos clubes, que fizessem uma prestação de contas, como forma de erradicar os incumprimentos salariais. Esse órgão de fiscalização autônomo faria um acompanhado das finanças dos clubes e analisariam os orçamentos. Desta forma faria-se o saneamento do futebol.

Polícia britânica faz busca na sede do Birmingham em operação anticorrupção

A Polícia realizou uma busca nesta quarta-feira na sede do Birmingham City, da primeira divisão inglesa, como parte de uma investigação sobre suspeitas de corrupção no futebol profissional do país.

A visita dos agentes da Polícia de Londres ocorreu na manhã de ontem e foi confirmada por uma porta-voz da instituição.

Por sua vez, o clube assegurou que a investigação afeta apenas terceiros e que está em plena colaboração com as autoridades. Segundo o Birmingham, nenhuma pessoa ligada ao clube foi interrogada ou detida pela Polícia.

A equipe ocupa atualmente a 16ª posição do Campeonato Inglês, com 27 pontos.

Fonte: Agência EFE

Queria só ver a policia brasileira com o mesmo empenho e atitude! Acho que iam ter que construir mais presídios, para abrigar tantos corruptos que aleijam hoje o futebol brasileiro, começando pela CBF... O negocio ia feder!

18 de março de 2008

Barcelona e Unesco lançam mensagem conjunta contra o racismo no futebol

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Koïchiro Matsuura, e o presidente do Barcelona, Joan Laporta, lançaram hoje uma mensagem conjunta contra o racismo no futebol, poucos dias antes da celebração do dia internacional para a eliminação da discriminação racial.

As duas entidades, que assinaram um acordo de luta contra o racismo em setembro de 2007, "condenam com firmeza a manifestação de palavras e atos racistas nos jogos de futebol", expressões que "só merecem um sentimento de indignação".

A mensagem foi divulgada por ocasião do dia internacional para a eliminação da discriminação racial que acontecerá na próxima sexta.

"O racismo nos estádios não se reduz infelizmente a alguns casos isolados. A freqüência destes fenômenos revela raízes mais profundas que necessitam de um trabalho conjunto para lutar melhor contra a força dos preconceitos", disseram.

Disseram, além disso, que as respostas judiciais devem ser acompanhadas de "medidas sociais e educacionais" para a "promoção de uma autêntica cultura da tolerância e dos direitos humanos".

"O esporte e a educação física, mais que nunca, poderão proporcionar o marco adequado para prosseguir e enriquecer um diálogo durável entre culturas, sobretudo entre os jovens", declararam.

Matsuura e Laporta disseram que "o futebol e o esporte em geral devem unir as pessoas e não dividi-las", o que faz com que "tenha chegado o momento de expressar apoio às vítimas de palavras racistas" e "implementar ações mais rigorosas para salvar a alma do esporte".

Fonte: Agência EFE

Evo Morales e Maradona dedicam bola de futebol a Fidel Castro

O presidente boliviano, Evo Morales, e o ex-craque argentino, Diego Maradona, autografaram nesta segunda-feira uma bola de futebol para o líder cubano Fidel Castro, doente há mais de um ano e meio.

A bola foi mostrada à AFP pelo embaixador cubano na Bolívia, Rafael Dausá, durante a partida beneficente disputada em La Paz em favor das vítimas das fortes chuvas que atingem o território boliviano há três meses.

"Com admiração para Fidel", escreveu Morales na bola, ao lado de "Ao meu professor da alma, com amor", redigido por Maradona.

Com a bola rolando nos 3.650 metros de altitude de La Paz, Maradona fez três dos sete gols de sua equipe na goleada por 7 a 4 contra o time de Morales.

Para a equipe de Maradona anotaram ainda Diego Latorre, Oscar 'Turu' Flores e Benjamín Robles.

Morales descontou para seu time, que marcou ainda com um oficial de segurança e com o ex-jogador Juan Berthy Suárez, em duas ocasiões.

Fonte: Agência AFP


Milionário americano quer comprar o Roma

O milionário John Joseph Fisher está pronto para fazer uma oferta para comprar o Roma, segundo o jornal "La Gazzetta dello Sport". O americano estaria disposto a pagar 250 milhões de euros (cerca de R$ 680 milhões) para ficar com o clube italiano. No entanto, a diretoria atual nega a oferta. - Não recebemos nenhuma oferta para a compra do pacote acionário para controlar o Roma - declarou a presidente do clube, Rosella Sensi, em comunicado oficial.

John Joseph Fisher é proprietário do time de beisebol Oakland Athletics e também do San José Earthquakes, de futebol. Além disso, possui uma porcentagem do Celtic, da Escócia. O milionário é dono de duas grifes de roupas e teve o patrimônio estimado pela revista "Forbes", em US$ 1,5 bilhão (R$ 2,5 bilhões).

Em seus planos para o Roma, estaria construir um estádio próprio, já que a equipe, assim como o rival Lazio, manda seus jogos no Olímpico, que pertence à prefeitura. Além disso, seriam contratados mais jogadores e o clube teria uma nova estratégia de marketing.


Fonte: Agência de Noticias

17 de março de 2008

Cuba atribui derrota para Honduras a 'vergonhosa' deserção

Cuba atribuiu sua derrota de sexta-feira para Honduras, no pré-olímpico de futebol realizado na Flórida, à "vergonhosa" deserção de sete de seus jogadores e acusou os Estados Unidos de incentivarem as fugas por meio de uma lei em vigor neste país.

Os sete jogadores da seleção enviada por Cuba ao Pré-Olímpico das Américas Central e do Norte, em Tampa, na Flórida, desertaram da delegação após o empate em 1 a 1, na terça-feira, contra a seleção norte-americana, no jogo de abertura da competição, que concede duas vagas para disputar os Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto.

"Depois de sua atuação brilhante contra os EUA, na abertura do Pré-Olímpico em Tampa, a seleção cubana sub-23 sofreu a vergonhosa deserção de sete integrantes", afirmou o Granma, jornal do Partido Comunista da ilha caribenha.

O diário, que publicou sobre o assunto uma nota curta com o título de "Golpe baixo contra o futebol cubano", assinalou que os desertores "se ampararam na Lei de Ajuste Cubano, responsável por incentivar atitudes desleais".

O jornal destacou ainda que o time entrou em campo no jogo contra Honduras com apenas dez jogadores e sem banco de reservas, para ser derrotado por um placar de 2 a 0 após resistir à pressão hondurenha durante 69 minutos.

No sábado, os cubanos devem enfrentar o Panamá, encerrando sua participação no torneio, que reúne os oito melhores times da Concacaf (confederação de futebol para as Américas do Norte e Central).

Cuba sustenta que o governo dos EUA incentiva as deserções e saídas ilegais da ilha com base em uma lei de 1966, que permite uma série de privilégios aos cubanos, entre os quais residência e permissão de trabalho para aqueles que chegam ao território norte-americano.

Fonte: Agência Reuters


Leia mais sobre o assunto.


Maradona diz que decisão da Fifa é "ridícula" e critica Blatter

O ex-jogador argentino Diego Armando Maradona qualificou em La Paz como "ridícula" a decisão da Fifa de vetar os estádios situados em altitude e fez duras críticas ao presidente do organismo, o suíço Joseph Blatter.

As declarações foram realizadas na noite deste domingo em entrevista coletiva no Palácio de Governo, onde foi recebido pelo presidente Evo Morales com quem jogará esta segunda-feira uma partida beneficente para ajudar os desabrigados pelas inundações.

"É ridículo que queiram tirar da Bolívia a possibilidade de jogar em sua terra. Parece-me algo vergonhoso porque não tem bom senso. Aqueles que hoje vetam a (seleção) da Bolívia seguramente nunca correram detrás de uma bola", disse.

Maradona e Morales disputarão uma partida no estádio Hernando Siles, situado a 3.600 metros de altitude, e que é o principal palco boliviano prejudicado pela decisão da Fifa.

A Fifa determinou que só serão realizadas partidas internacionais a mais de 2.750 metros de altitude após um período de aclimatação dos jogadores de uma semana pelo menos e, no caso de uma altitude superior a 3.000 metros, o tempo deve ser de pelo menos duas semanas.

Na entrevista coletiva, Maradona foi muito duro contra Blatter de quem disse "que nunca jogou futebol, que nunca bateu um pênalti" e que está "brincando com a paixão do povo".
Disse que não sabia se outros dirigentes do Comitê Executivo da Fifa tinham um interesse em vetar La Paz, mas ressaltou que "a mão negra" é a de Blatter. "Sempre me pareceu um escândalo que Blatter tenha estado por trás do brasileiro João Havelange (dirigente da Fifa entre 1974 e 1998). Esteve sempre na braguilha dele e hoje é o presidente da Fifa", disse Maradona em entrevista coletiva.

Com ironia, também chamou a atenção sobre o fato de que o dirigente paraguaio Nicolás Leoz, presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), tenha ficado doente, sem poder participar da reunião da Fifa que decidiu o veto aos estádios de altitude. Acrescentou que, por outro lado, deve defender seu compatriota, o dirigente Julio Grondona, que também é vice-presidente da Fifa, porque "deu a cara" a favor da posição boliviana.

O presidente Morales agradeceu a ajuda de Maradona, o chamou de "irmão" e qualificou de um "símbolo da integração e da solidariedade". Morales também disse que a Fifa deve revisar "urgentemente" a decisão sobre jogos em altitude porque "é provocadora e ofensiva", embora tenha dito estar confiante em que as associações de futebol da América do Sul aceitarão que suas seleções continuem jogando em La Paz.

Fonte: Agência EFE

Leia mais sobre este assunto:
Li que na Colômbia o presidente da Federação local destacou que “quando o país se candidatou à organização do Mundial de 2014 ninguém disse nada sobre a altitude dos seus estádios”. Luis Bedoya é o porta-voz dos países descontentes com a FIFA. O interessante desta polemica, a segunda em dez anos, é que o próprio presidente da FIFA, Joseph Blatter, em fevereiro de 2000, defendeu o direito de a Bolívia jogar na altitude. Afirmou ele: "Eu nasci nas montanhas. O meu povo na Suíça está diante das montanhas mais altas da Europa. Por isso não tenho medo da altura". Esta frase está escrita numa placa colocada em frente ao Estádio Hernando Siles em La Paz.

14 de março de 2008

Fifa cria medidas contra lavagem de dinheiro no futebol

A Fifa anunciou nesta quarta-feira que colocará para funcionar uma série de medidas a fim de evitar que o modelo de parceria entre MSI e Corinthians se espalhe pelo futebol mundial. A entidade afirma que nove medidas já começaram a entrar em vigor para tentar "limpar" o futebol de corrupção, lavagem de dinheiro e apostas.

"As medidas têm como objetivo proteger e promover o futebol", disse o presidente Joseph Blatter (foto). Uma das principais ações é a adoção de um sistema de licenciamento de clubes, que começa a ser implementado na Ásia e dará à Fifa terá todas as informações sobre os proprietário e a fonte de renda dos clubes.

Como exemplo de parceria a ser combatida, a Fifa lembrou o caso do Corinthians, sem citar o nome do clube paulistano. "Em 2004, um empresário investiu um volume enorme de recursos em um clube sul-americano e reforçou o time de uma maneira espetacular. O dinheiro investido tinha origens suspeitas e o investimento rapidamente parou. Três anos depois, o clube foi rebaixado para a segunda divisão."

Outra mudança, que tem como objetivo reduzir a ingerência de investidores na administração das equipes, é que os clubes serão os principais responsáveis na negociação de jogadores. O cerco sobre os agentes também aumentou. Eles terão de renovar seu status de "agente Fifa" anualmente.

Fonte: Agência Estado

A Fifa deveria também tentar "limpar" a corrupção de suas próprias fileiras pois, como já foi exposto aqui em nosso blog, a sujeira nesta entidade não é pouca não...

Com dez em campo, cubanos perdem para Honduras no Pré-olímpico da Concacaf

Jogando com apenas dez jogadores na equipe titular e sem reservas, a seleção cubana perdeu de 2 a 0 para Honduras nesta quinta na cidade americana de Tampa, na segunda partida da equipe pelo Pré-olímpico de futebol masculino da Concacaf.

Os cubanos entraram em campo desfalcados por conta da deserção de sete jogadores. Após o empate em 1 a 1 da estréia com os Estados Unidos, desapareceram da concentração o goleiro José Manuel Miranda e os jogadores Erlys García Baró, Yenier Bermúdez (capitão do time), Yordany Álvarez, e Loanni Cartaya Prieto.

Pouco depois, o zagueiro Yendry Díaz e o meio-campo Éder Roldán também decidiram abandonar a seleção sub-23.

Hoje, a equipe resistiu até os 24 da etapa final, quando Marvin Sánchez aproveitou rebote da defesa para marcar. Aos 32, Hendry Thomas fechou o placar.

Ao final da partida, os cubanos, exaustos, choraram muito o fim do sonho de disputar os Jogos Olímpicos. Ainda não se sabe se a equipe entrará em campo contra o Panamá, pela última rodada do grupo A.

Fonte: Agência EFE

Parabéns aos jovens atletas cubanos que não se renderam aos adversários do campo político (o capitalismo) e nem do campo de futebol, resistindo e lutando bravamente por seus ideaís enquanto desportistas e revolucionários!

Governo da Bolívia admite que Fifa não deve retirar veto à altitude

O Governo da Bolívia admitiu hoje que será difícil a Fifa retirar o veto à proibição de jogos internacionais em locais com altitude acima de 3.600 metros - o que afeta diretamente a cidade de La Paz. "Há muitas atitudes contra nosso país", disse à agência Efe o ex-jogador Milton Melgar, atual vice-ministro de Esportes.

O Comitê Executivo da Fifa ouvirá amanhã em Zurique os argumentos da Bolívia para que a cidade de La Paz seja mantida como sede das partidas da seleção pelas Eliminatórias Sul-americanas à Copa do Mundo de 2010. Os bolivianos têm o apoio de Julio Grondona, presidente da Associação do Futebol Argentino (AFA) e vice da Fifa. Ele argumentará que os locais de disputa sejam os mesmos do início da competição. Outros dirigentes que atuarão a favor da Bolívia são Ricardo Teixeira, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e o paraguaio Nicolás Leoz, à frente da Confederação Sul-Americana de Futebol (CSF).

Segundo Melgar, também pode ajudar a Bolívia o fato de o ex-jogador argentino Diego Maradona disputar um amistoso beneficente com o presidente boliviano, Evo Morales, na próxima segunda-feira, em La Paz.

Morales, grande fã de futebol, está há meses defendendo a manutenção de La Paz e outras cidades na altitude como palco de jogos internacionais. Ele não descarta nem pedir à ONU que faça a Fifa mudar de idéia. Em maio do ano passado, o organismo que comanda o futebol mundial anunciou o veto aos estádios em altitudes de mais de 3.000 metros, mas acabou tendo de reduzir a proibição para 2.500 após o protesto de muitos sul-americanos. Então, Morales assegurou que apelará à ONU e a outros organismos internacionais se não se atende seu pedido "clamoroso" de respeitar a prática do esporte em altura.

Fonte: Agência EFE
Leia mais sobre o assunto:
Todo apoio ao futebol na altitude!

Fifa discutirá altitude em reunião do Comitê Executivo

O Comitê Executivo da Fifa se reunirá nesta sexta-feira para debater o pedido da Bolívia para continuar realizando jogos das Eliminatórias em La Paz e a possibilidade de a Espanha ser proibida de disputar a Eurocopa por causa do litígio entre a Federação Espanhola de Futebol (RFEF) e o Conselho Superior de Esportes da Espanha (CSD).

A causa da Bolívia será defendida pelos três dirigentes sul-americanos que fazem parte do Comitê: Ricardo Teixeira, presidente da CBF; Julio Grondona, que é o primeiro vice-presidente da Fifa e presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA); e o paraguaio Nicolás Leoz, presidente da Conmebol.

O argumento dos cartolas será de que a competição começou sem veto a jogos em La Paz e por isso deve terminar da mesma maneira. “Não pode haver vantagem nem desvantagem para nenhuma equipe. Como já houve jogo em La Paz, é justo que nada mude”, disse Grondona.

Fonte: Agência Estado

Leia mais sobre o assunto:

13 de março de 2008

Platini anuncia que respeito será o lema principal da Eurocopa 2008

O presidente da Uefa, o francês Michel Platini, anunciou ontem (12/04) em Viena que o respeito como valor universal será o lema principal da Eurocopa 2008, que será disputada na Áustria e na Suíça em junho deste ano.

"Respeito, na vitória e na derrota. É uma bela palavra, universal", disse Platini, em entrevista coletiva no estádio Ernst Happel, em Viena, na abertura do tradicional seminário para os técnicos das 16 equipes que disputarão o torneio continental.

"O torneio será o começo de uma campanha que se estenderá por todo o ano de 2008. O lema é respeito aos adversários, a seus hinos e torcedores. Estamos intensificando a luta contra a violência, o racismo, a xenofobia e a homofobia", afirmou.

Nos 31 jogos da Eurocopa, os capitães das equipes se dirigirão ao público para pedir respeito ao hino da equipe adversária e aos árbitros, disse Platini.

O presidente da Uefa também disse que fará o possível para que os portadores de necessidades especiais possam participar da festa da Eurocopa. "Nos jogos de quartas-de-final haverá um espetáculo que será dedicado a eles", disse.

A Uefa quer aproveitar a Eurocopa para lançar uma mensagem a favor da proteção do meio ambiente, e para isso Platini disse querer "que o público compareça aos estádios em meios de transporte públicos".

Ao todo, cerca de 8.300 jornalistas de todo o mundo se credenciaram para a Eurocopa da Áustria e da Suíça. Além disso, cerca de dois milhões de turistas são esperados para o evento.

"Os locais onde serão realizadas as partidas são magníficos, com muitas atrações turísticas", disse Platini sobre as sedes do campeonato.

O seminário reunindo os 16 técnicos e os presidentes das federações nacionais será realizado a partir da tarde de hoje, em um hotel no centro de Viena.

Fonte: Agência EFE

A partir de outras atitudes tomadas por Michel Platini, considero que ele está fazendo um belo trabalho à frente da Uefa. Espero que ele obtenha êxito em sua empreitada contra a mercantilização, a violência e o preconceito no futebol.

12 de março de 2008

Torcedores radicais da Lazio são condenados à prisão por atos de vandalismo

A 6ª Seção do Tribunal de Justiça de Roma condenou à prisão dez torcedores radicais da Lazio, membros da "Irriducibili" ("Irredutíveis", em tradução livre), por envolvimento em graves incidentes durante uma partida em agosto de 2002 contra a Juventus.

O jogo foi disputado no Estádio Olímpico de Roma, onde os torcedores radicais destruíram as instalações do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni) no local e causaram danos avaliados em quase 200 mil euros.

Os dez torcedores foram acusados por atos como incêndios, saques e resistência à prisão, tendo sido condenados a penas de um a quatro anos de detenção, menos tempo do que foi pedido pela Promotoria.

Segundo a imprensa italiana, outros quatro envolvidos no episódio já acertaram suas condenações com o juiz da audiência preliminar.

Fonte: Agência EFE.

O horrendo show dos árbitros.

Quem não gosta, pode reclamar.
Mas não tem como deixar de falar do serviço de péssima qualidade que os árbitros prestam ao futebol. Há momentos que eles decidem mais que os jogadores.

Eu acho chato, entretanto sou obrigado a discutir o tema. Carrego a bandeira do uso das imagens durante as partidas. Ninguém, até hoje, me deu uma resposta convincente para a minha eterna pergunta.
Por que a cena transmitida, gravada e reprisada pelas televisões que todo mundo vê, não pode ser utilizada no local e hora onde é mais importante, necessária?

Tenho outras questões: Quem ganha com isso? Qual a razão dos árbitros, os maiores criticados, não lutarem pelo auxílio? E o chip? E a profissionalização? E o fim da ligação entre árbitros, Federações e CBF? Quatro auxiliares ao invés de dois? Ótimo, será bom para o jogo! Só que não vai chegar nem perto de diminuir a quantidade de erros absurdos dos sopradores de apito. O cheiro da naftalina dos ternos da cartolagem deve estar afetando a mente de quem cuida da revisão das regras.

Em 2008, na era digital, da comunicação, do imediatismo, não vão me vender que mais dois seres humanos correndo pelos lados do gramado significam modernidade.

Escrito por Vitor Birner

Quando li sobre o assunto do chip na bola tive a mesma sensação. Afinal de contas, o chip iria detectar apenas um tipo de infração: se a bola passou ou não a linha do gol. 99% dos erros de arbitragem não são desse tipo. Quanto aos 2 novos assistentes, pode até diminuir erros de arbitragens, mas não parece uma medida convincente, inclusive porque eu acho que fere a universalidade das regras, a princípio, qualquer jogo de futebol teria de contar com 5 árbitros. O argumento contra o uso do vídeo no futebol é que é um jogo que deveria fluir. Não é como futebol americano que tem troca de equipe de ataque e defesa. Isso torna o uso do vídeo complicado. Mas já fizeram sugestões interessantes, como a de colocar um assistente numa sala, com acesso a vídeo, ele só pode intervir no jogo se o juiz chama-lo, e dar um feedback instantâneo para o árbitro, que toma a decisão no final. Contudo esta solução de mão única caminharia naturalmente para uma solução de duas mãos, o assistente poder se comunicar a todo o momento com o árbitro. Isso realmente seria uma forma de diminuir muito os erros de arbitragem, porém se aplicaria apenas a jogos retransmitidos na tv. Duvido que um jogo da “3a divisão” teria recursos para usar um sistema próprio de captação audiovisual.

11 de março de 2008

FCF atrasa pagamento de árbitros

O repasse da Federação Cearense de Futebol aos árbitros e assistentes, que atuam no Campeonato Estadual, estaria atrasado desde a 7ª rodada do 1º turno. A Tesouraria da FCF garante que a inadimplência existe, mas a dívida é menor do que alegada pelos árbitros

Atraso no pagamento dos árbitros que atuam no Campeonato Cearense. Ontem, o presidente da Comissão Estadual de Arbitragem (Ceaf), Cel. Afrânio Lima, denunciou que os juízes e assistentes que trabalham no Estadual 2008 estão com o repasse atrasado desde a 7ª rodada do 1º turno. "Antigamente o dinheiro era repassado pela Federação (Cearense de Futebol) para o Sindicato (dos Árbitros).

Hoje, o pagamento é feito diretamente pela Federação, mas está atrasado. Estamos unindo forças, Ceaf e Sindicato, para cobrar uma solução para o problema", disse o presidente da Ceaf. Amanhã (12/03) será disputada a quinta rodada do segundo turno. Ou seja, segundo os calcúlos de Lima, faltam ser pagas a 8ª rodada da fase classificatória do returno, os quatro jogos das semifinais, as duas finais, e mais quatro rodadas do returno.

O tesoureiro-adjunto da Federação Cearense de Futebol (FCF), Ten. Osmar Queiroz, desmentiu que a dívida seja tão extensa. "O nosso atraso é de duas ou três rodadas. O que está havendo é que muitos jogos que acontecem no interior do Estado dão prejuízo", ressaltou. Ele contou que, neste final de semana, os jogos do returno disputados fora da capital cearense representaram um prejuízo em torno de R$ 8 mil.

Osmar Queiroz ainda lembrou que as despesas com o trio de arbitragem vindo de fora para o clássico-rei entre Ceará e Fortaleza custou pouco mais de R$ 16 mil aos cofres da FCF. A arrecadação que coube à federação na rodada do fim de semana foi de R$ 28 mil. "Só deu para pagar o trio de fora e o prejuízo do interior", afirmou. Além do árbitro Evandro Rogério Roman, do Paraná, ainda atuaram como assistentes Roberto Bratz, também paranaense, e Marie Cleide, de Santa Catarina. As despesas ainda envolvem o pagamento do quarto árbitro, que foi o cearense Marco Antônio Sampaio.

Ainda de acordo com o tesoureiro-adjunto da FCF, a previsão é que até o fim desta semana a federação faça um repasse aos árbitros e assistentes de cerca de R$ 15 mil. O presidente do Sindicato dos Árbitros de Futebol - Sindarf, Márcio Torres, iria reunir a diretoria da entidade para apresentar uma proposta de calendário à FCF, a fim de que o débito fosse totalmente quitado.

Fonte: Jornal O POVO

Está Federação Cearense de Futebol é incompetente em todos os sentidos... Faz-se urgente uma radical mudança na gestão e, conseqüentemente, nos rumos dessa instituição! Pelo bem do futebol cearense!

Grupo de torcedores cria movimento para ‘auxiliar’ diretoria do Guarani

Manifesto exige reunião com jogadores e comissão técnica e participação na escolha de nomes da diretoria

No Campeonato Paulista o Guarani é o último colocado com 11 pontos em 13 jogos disputados. A situação complicada na tabela de classificação “acendeu a luz amarela” no Brinco de Ouro da Princesa. E uma das últimas medidas para tentar sanar essa crise foi tomada por um grupo de representantes das torcidas organizadas do clube, que montou um movimento com a intenção de auxiliar os trabalhos da diretoria.
Os torcedores, representantes das organizadas Fúria Independente, Guerreiros da Tribo e Torcida Jovem, estiveram reunidos com o presidente do conselho deliberativo da equipe, José Carlos Sicoli, e outros conselheiros, na tentativa de encontrar soluções conjuntas para tirar o Guarani da crise e evitar um novo rebaixamento.
Segundo os representantes desse movimento, a intenção não é criar um novo grupo político, e sim, instituir uma comissão de torcedores que passará a participar ativamente das decisões da diretoria.
A primeira ação do movimento de torcedores do Guarani foi a criação de um manifesto, que já foi entregue à diretoria bugrina. Entre as “exigências” dos torcedores estão: uma reunião com a comissão técnica e jogadores, efetivação da comissão de torcedores, redução dos valores dos ingressos, participação na escolha do novo diretor de futebol e alteração do atual modelo administrativo (redução do número de jogadores de empresários, segundo o manifesto).
O manifesto foi entregue ao vice-presidente comercial do Guarani, Álvaro Negrão, que prometeu levar as reivindicações dos torcedores ao conselho e aos demais diretores.

Fonte: Cidade do Futebol


Eis uma bela iniciativa da torcida do Guarani! Afinal de contas, os clubes de futebol pertencem àqueles que são o seu principal motivo de existência: os seus torcedores.

10 de março de 2008

Polêmica envolve transmissões esportivas pela EBC

Proposta de emenda que dá direito à TV Brasil de veicular gratuitamente eventos desportivos não transmitidos pelas emissoras privadas é colocada em discussão


A emenda do deputado Silvio Torres (PSDB-SP) à medida provisória 398, que cria a Empresa Brasil de Comunicação, a TV Brasil, começa a ser alvo de protestos na Câmara. Na última terça-feira, por exemplo, o senador baiano Antônio Carlos Júnior (DEM) criticou a posição de seu rival político.

Antônio Carlos Júnior afirmou, durante audiência pública, que a emenda fere a legislação. Segundo ele, cabe às emissoras a decisão de revender os direitos a outra rede que tenha interesse de transmitir os eventos, não havendo sentido em cedê-los sem qualquer ônus.

A cessão dos direitos de transmissão de eventos e competições esportivas são negociações particulares. Quando uma emissora não transmite as competições, essa rede tem direito de revender a outra”, declarou.

Pela proposta, o canal público terá direito às transmissões dos eventos desportivos que compreendem as modalidades olímpicas e paraolímpicas, profissionais e amadoras. Quando a empresa privada detiver o direito de veiculação, e não o fizer, caberia à EBC usufruir desse direito de forma gratuita.

Franklin Martins, ministro-chefe da Secretária de Comunicação Social da Presidência da República, rebateu as críticas dizendo que as transmissões desses eventos são de interesse público e não comerciais.

Quando uma emissora não transmite o evento que detém o direito e nem o revende, ela frustra o telespectador que gostaria de assistir. Não sei se esse é momento para se discutir isso, mas o tema é importante e precisa ser avaliado”, avaliou o ministro.

Fonte: Cidade do Futebol

Leia mais sobre o assunto.

Devemos lembrar que a operação de emissoras de rádio e televisão dependem de uma concessão pública, estabelecida em lei federal. Estas, portanto, devem atender ao interesse público. Se as empresas de telecomunicação adquirem os direitos de transmissão de jogos e não os exibem aos telespectadores, nada mais justo que uma TV pública efetive tais transmissões, permitindo assim que o(a)s torcedore(a)s tenham respeitado o seu direito de assistir as partidas de futebol dos times de sua preferência.

Autoridades punem torcida que causou briga na Colômbia

As autoridades da cidade colombiana de Cali puniram a torcida organizada que causou uma briga na partida de sábado entre América e Deportivo pelo Campeonato Colombiano, que deixou pelo menos 80 feridos.

No sábado à noite, uma confusão envolvendo as torcidas dos clubes colombianos América e Cali deixou pelo menos 45 pessoas feridas, três delas em estado grave, na partida entre as duas equipes na cidade de Cali.

Porta-vozes da Cruz Vermelha informaram que pelo menos dez torcedores foram feridos com arma branca e que pelo menos cinco membros da Polícia foram agredidos com paus e pedras.

Após a partida, que foi suspensa pelo árbitro três minutos antes do fim do tempo regulamentar, foram registrados novos enfrentamentos entre torcedores, a maioria do América, nas cercanias do estádio Pascual Guerrero.

A partida terminou com a vitória do Deportivo Cali por 1 a 0.

O prefeito de Cali, Jorge Ivan Ospina, anunciou hoje que a torcida organizada 'Barón Rojo', do América, não poderá entrar no estádio nas próximas dez rodadas do Campeonato Colombiano.

Além dos enfrentamentos na arquibancada, o técnico do América, Diego Umaña, agrediu o treinador do Deportivo Cali, o uruguaio Daniel Carreño. Hoje, ambos foram a um programa e pediram desculpas.

"Peço desculpas porque também fui parte disso. Fiquei totalmente envergonhado e arrependido, porque não é a imagem que quero mostrar", disse Carreño.

Umaña respondeu: "Só espero que possamos sentar para conversar e esclarecer o assunto. Foi uma grosseria da minha parte".

Fonte: Agência EFE

9 de março de 2008

Arsene Wenger revela casos de trapaça no futebol

O técnico do Arsenal, Arsene Wenger (foto), revelou à imprensa inglesa que conhece casos de pessoas que trapacearam no futebol para conseguirem títulos. O francês não deu detalhes sobre os casos, mas garantiu que o jogo sujo também acontece nos campos de futebol.

- Conheço pessoas que conquistaram títulos que não foram merecidos. Eu posso dar exemplos de pessoas que venceram os 100 metros rasos na Olimpíada e trapacearam. Conheço pessoas no futebol que fizeram exatamente o mesmo. Mas, para mim, o esporte é mais que ganhar títulos. Vencer não pode ser tudo - disse o treinador ao jornal "The Sun".

Wenger lembrou que, quando treinou o Monaco, viu o título cair nas mãos do Olympique de Marselha graças à manipulação de resultados. O técnico também citou como exemplo os escândalos de corrupção que aconteceram na Itália há dois anos.

Aproveitando a deixa, o francês rebateu as críticas de José Mourinho. O treinador português, atualmente sem clube, afirmou que o Arsenal é um clube único, pois, apenas de não vencer nada há anos, seu técnico é idolatrado.

- Eu deixo as outras pessoas falarem. Eu falo por mim mesmo: faço meu trabalho da melhor maneira que posso. Se não é bom o bastante, ficarei sabendo - disse Wenger.

Fonte: LANCEPRESS