9 de março de 2009

Entidade protesta contra suposto ato xenófobo em jogo na Argentina

O Instituto Nacional Contra a Discriminação (Inadi) da Argentina informou hoje que pedirá explicações à Associação do Futebol Argentino (AFA) sobre os supostos atos xenófobos da torcida do Independiente (foto) no jogo de ontem contra o Boca Juniors, válido pelo torneio Clausura.

A entidade pretende saber, entre outras coisas, se o árbitro Sergio Pezzotta relatou o incidente na súmula.

A torcida do Independiente, que foi o mandante do duelo deste domingo, exibiu bandeiras de Paraguai e Bolívia com a intenção de provocar os torcedores do Boca.

"Queremos saber se o incidente está na súmula. O árbitro não deveria ter autorizado o início do segundo tempo. Os auto-falantes do estádio deveriam dizer que o jogo não recomeçaria enquanto não retirassem as bandeiras", disse uma representante do Inadi.

Dentro de campo, o Independiente venceu o Boca por 2 a 0.

Fonte: Agência EFE

2 comentários:

Mauro Sérgio disse...

Fico feliz em ver o casamento entre futebol e militância de esquerda. Parabéns pelo blog.

Também acho importante que vcs se manifestem a respeito do preconceito no futebol, uma questão frequentemente ignorada pela cobertura da grande imprensa.

O grande exemplo disso, que presenciamos cotidianamente aqui no Rio de Janeiro, é o caso do Flamengo.

As torcidas dos outros grandes clubes do Rio sempre cantam músicas e usam faixas alusivas à condição sócio-econômica dos rubro-negros. As derrotas do Flamengo são saudadas com coro de "Silêncio na Favela".

Sempre que eu levanto essa questão, alguém tenta minimizar, dizendo que tudo não passa de brincadeira e que eu estou exagerando, mas na Europa já teve clube multado por manifestações semelhantes.

Que possamos seguir em frente nesse desafio de politizar nossos torcedores.

Parabéns!

ULTRAS RESISTÊNCIA CORAL disse...

Obrigado, Mauro!
Fazemos a nossa parte no combate ao racismo, à homofobia, a xenofobia e outras formas de preconceito, dentro e fora dos estádios Seja através de nosso Blog, de nossas faixas ou através do diálogo com outros torcedores. Esse tipo de preconceito relatado por você também deve ser repudiado. Continue nessa luta! Estamos na mesma trincheira!
Agradecemos mais uma vez!
Valeu!